Você sabia que a memorização mnemônica é usada por muitas pessoas?

Não apenas para estudar, mas para lembrar de outras coisas também.

Primeiramente, toda a informação deve passar pela memória de curto prazo (memória de trabalho).

Somente depois de ser avaliada – se é importante ou não – ela é transferida para a memória de longo prazo.

Caso contrário, essa informação fica na memória de curto prazo somente pelo tempo que for necessário e depois é excluída.

Sendo assim, é extremamente importante que o conhecimento seja guardado na memória de longo prazo.

Para facilitar, muitas pessoas usam a memorização mnemônica no processo de aprendizagem.

Leia Também:

+ Programa Para Fazer TCC Online Que Está Mudando a Vida dos Acadêmicos.

+ A Melhor Planilha Para Organização dos Estudos.

+ 07 Aplicativos Para Organizar a Sua Rotina.

O Que é Memorização Mnemônica

memorizacao-mnemonica
Imagem: Pixabay

A memorização mnemônica é uma poderosa técnica usada desde a Grécia Antiga.

Ela consiste na associação daquilo que precisa ser memorizado com alguma coisa mais fácil de ser lembrada.

Essa associação pode ser feita com inúmeras outras coisas, como uma palavra, música, objetos, locais, etc.

Independentemente da sua área de estudo, certamente a memorização mnemônica vai ajudar você.

Como Funciona a Memorização Mnemônica?

Existem várias técnicas Mnemônicas que podem ser usadas, conforme você pode ver abaixo:

Acrônimos

Os acrônimos são siglas criadas a partir da primeira letra de várias outras palavras.

Dessa forma, cria-se uma nova expressão que pode ser pronunciada em apenas uma palavra:

ONU – Organização das Nações Unidas.
PEC – Proposta de Emenda Constitucional.

Acrósticos

No acróstico, ocorre a formação de uma palavra com as primeiras letras daquilo precisa ser lembrado.

Essa nova composição – geralmente literária e poética – deve ser escrita na posição vertical.

Para facilitar veja um exemplo prático:

Algo maravilhoso aconteceu em mim quando
Meus olhos encontraram os seus pela primeira vez
O mundo ganhou uma nova cor e o meu coração foi
Renovado depois de uma eternidade de solidão.

Também é importante lembrar, que essa forma de memorização requer um pouco de criatividade, pois está ligada ao mundo poético.

Músicas

Provavelmente, você vai concordar comigo, mas é mais fácil memorizar uma música do que um determinado texto, você não acha?

Sendo assim, a dica é pegar uma música que você goste e transformá-la em paródia.

As músicas possuem imenso poder na memorização, por isso você deve fazer uso dessa metodologia.

Exemplos Práticos da Memorização Mnemônica

Existem vários exemplos com essa técnica de memorização, que provavelmente você conheça.

O artigo 12, §3º da Constituição Federal, que fala dos cargos privativos de brasileiros natos, é um ótimo exemplo de memorização mnemônica: “MP3.COM”.

M – Ministro do Supremo Tribunal Federal.

P(3) – São três cargos que começam com a letra “P”.

  • Presidente da República (Mais o Vice-Presidente).
  • Presidente da Câmara dos Deputados.
  • Presidente do Senado Federal.

C – Carreira Diplomática.

OOficial das Forças Armadas

M – Ministro de Estado da Defesa.

Outro exemplo comum e bastante conhecido, especialmente por quem estuda para concurso público, é o mnemônico “L-I-M-P-E”.

Nesse caso, cada letra representa um princípio da Administração Pública (art. 37, CF/88).

  • Legalidade.
  • Impessoalidade.
  • Moralidade.
  • Publicidade.
  • Eficiência.

Veja o art. 101, CF/88 – O Supremo Tribunal Federal compõe-se de onze Ministros […].

STF – SOMOS UM TIME DE FUTEBOL.

Quantos jogadores compõem um time de futebol? ONZE.

Art. 104, CF/88 – O Superior Tribunal de Justiça compõe-se de, no mínimo, trinta e três Ministros.

STJ – SOMOS TODOS JESUS.

Com quantos anos Jesus Cristo morreu? TRINTA E TRÊS.

Aqui nesse caso, não pode esquecer de “No Mínimo”, senão perde uma questão.

Outro exemplo, é na memorização dos elementos do ato administrativo:

FF.COM

  • Finalidade.
  • Forma.
  • Competência.
  • Objeto.
  • Motivo.

Observação: FFC são vinculados ao ato administrativo.

Conclusão

Agora que você já conhece e sabe o poder da memorização mnemônica, deve aprender a usá-lo na prática, durante a sua rotina de estudos.

Lembre-se, todas as técnicas vão ajudar na hora de recordar o conteúdo estudado.

Entretanto, é importante tomar cuidado com o excesso de mnemônicos durante a sua preparação.

Tendo em vista as várias matérias a serem estudadas, o número de mnemônicos que serão necessários também aumentarão.

Por outro lado, se você manter o equilíbrio certamente terá uma poderosa ferramenta nas mãos.

Espero que você tenha gostado desse conteúdo… se gostou do que leu e acredita que pode ser útil a outras pessoas, compartilhe com seus amigos e colegas.

Aproveita e segue o perfil do Meu Bloco nas Redes Sociais:


0 Comentários

Participe dos Comentários

Descubra mais sobre Meu Bloco

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading