Ambivertido, extrovertido ou introvertido… qual deles será você?

Como você sabe a diversidade pode estar presente em vários momentos na vida de uma pessoa.

Provavelmente, por muito tempo você pode ter sido considerado introvertido ou extrovertido.

Entretanto, poucas pessoas sabem, mas há também um outro tipo de personalidade, chamado ambivertido.

E ele fica no meio da escala entre introvertido e extrovertido.

Cada um desses traços revela uma abordagem única em relação ao convívio social e à energia pessoal.

Sendo assim, vamos esclarecer esses mistérios e explorar as complexidades que moldam a forma como nos conectamos com o mundo ao nosso redor.

Introvertido (O Poder do Silêncio)

extrovertido-ou-introvertido

O silêncio é a sua fonte de energia, permitindo a reflexão profunda e a recuperação após períodos sociais intensos.

Uma pessoa introvertida tende a recarregar-se passando algum tempo sozinha.

Estar sozinho com os seus pensamentos é tão restaurador como dormir e tão nutritivo como comer.

Tende a pensar nas coisas especialmente antes de falar ou tomar uma decisão.

Mudanças inesperadas e surpresas de última hora, geralmente deixam ele chateado.

Prefere ter um pequeno grupo fechado de amigos e gosta de passar um tempo individual com eles.

Não é necessariamente tímido, apesar de evitar a interação social.

No entanto, perde energia por estar perto de pessoas por longos períodos de tempo.

Definitivamente precisa de algum tempo sozinho depois de passar um tempo na multidão.

Embora possa não buscar constantemente o centro das atenções, o introvertido traz uma riqueza de pensamento e criatividade quando está em seu ambiente mais confortável.

Extrovertido (Energia que Irradia)

Obviamente que gosta de reuniões sociais, porque adora pessoas por perto.

Precisa de muito estímulo e não tem nenhum problema em expressar as suas emoções.

Acredita que a sua energia se esgota quando passa muito tempo sozinho.

Os extrovertidos são como raios de sol, absorvendo a energia do ambiente ao seu redor.

A sua audácia e facilidade em iniciar uma conversa faz deles uma peça importante em eventos sociais.

Tende a agir primeiro e pensar depois.

Gosta de conversar quando está perto de pessoas, sejam elas suas amigas ou não.

No entanto, muitas pessoas podem apenas saber o seu nome por causa da sua personalidade.

Ambivertido (O Equilíbrio Perfeito)

No meio-termo, encontramos o ambivertido, uma mistura equilibrada de características extrovertidas e introvertidas.

Isto significa que geralmente gosta de estar perto de pessoas, mas depois de muito tempo elas vão começar a esgotar as suas energias.

Se adaptam com facilidade a diferentes situações, conseguindo aproveitar os momentos em grupo e também curtindo a solidão quando necessário.

Sendo assim, consegue recarregar as suas energias com uma mistura de interação social e um pouco de solidão.

Esse equilíbrio pode realmente ser uma coisa boa.

Essa flexibilidade permite se adaptar com mais facilidade às diferentes pessoas e ambientes.

No entanto, por não possuir uma personalidade tão definida, é preciso tomar um certo cuidado para não tentar agradar a todos.

(Conclusão) Ambivertido, Extrovertido ou Introvertido

Introvertidos e extrovertidos são os extremos do tipo de personalidade.

Em geral, os introvertidos possuem uma forte orientação interna enquanto os extrovertidos se orientam pelo mundo exterior.

Os ambivertidos ficam no meio e são bastante equilibrados entre as duas personalidades.

No entanto, isso não significa que um tipo de personalidade é melhor ou pior do que o outro.

A verdade é que o mundo precisa de todas, e entramos em contato com uma variedade de personalidades ao longo do nosso dia a dia.

Introvertidos ou extrovertidos, entre quais dessas personalidades você se encaixa?

E como essas características podem afetar a sua vida pessoal ou profissional?

Leia Também…

+ Decorando a Lei Seca (Estude a Legislação de Forma Otimizada).

+ Curso de Inglês Online Vale a Pena?

+ Curso Para Advogado Iniciante (Alavanque a Sua Carreira).

Como não existe certo ou errado, o ideal é que as famílias identifiquem, desde cedo, em qual desses níveis seus filhos estão presentes e assim aprender a valorizar os pontos positivos de sua personalidade.

Da mesma forma, também é necessário aprender a criar estímulos que os permitam sair da sua zona de conforto, a partir de sua própria lógica de comportamento.

A complexidade da natureza humana é fascinante, e a compreensão desses traços de personalidade é fundamental para promover uma convivência mais empática e eficaz.

Seja extrovertido, introvertido ou ambivertido, cada característica contribui para a riqueza da experiência humana.

Ao abraçar e respeitar as diversas formas de interagir com o mundo, construímos pontes que conectam corações e mentes, celebrando a diversidade que enriquece nossa jornada coletiva.

Espero que você tenha gostado desse conteúdo… se gostou do que leu e acredita que pode ser útil a outras pessoas, compartilhe com seus amigos e colegas.


0 Comentários

Participe dos Comentários

Descubra mais sobre Meu Bloco

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading