Muitas pessoas não sabem a diferença entre ler e estudar e acabam pensando que trata-se da mesma coisa.

Durante a sua preparação é totalmente comum ver muitos estudantes lendo vários conteúdos relacionados às provas.

Provavelmente você já ouviu alguém falar alguma das seguintes frases:

“Estudo oito horas por dia, mas aprece que não aprendo nada.”

“O Fulano estuda apenas três horas por dia e já passou em várias provas de concurso público (ou simplesmente vai muito bem na escola).”

É grande a possibilidade do primeiro estar apenas lendo o conteúdo e não estudando corretamente.

Muitas pessoas não sabem a diferença entre ler e estudar e acabam pensando que trata-se da mesma coisa.

No entanto, ler um livro não significa que você compreendeu aquele determinado conteúdo.

Ler é uma forma de aprender, entretanto, representa um tipo de aprendizado passivo.

Por isso, é preciso saber essa diferença entre ler e estudar para realmente ter sucesso na sua jornada como estudante.

Aprendizado Passivo

Aprendizado passivo é quando você não se envolve diretamente com os estudos.

Basicamente, você apenas “passeia” pelo texto, assiste uma vídeo aula ou escuta um determinado áudio sem assimilar muito conteúdo.

Representa um breve entendimento, mas que também poderá ser esquecido rapidamente.

Significa que será preciso ler novamente sempre que precisar de uma informação presente no texto.

Esse tipo de aprendizado é bom para o aluno ter aquele primeiro contato com um determinado assunto.

Aprendizado Ativo

Por outro lado, o aprendizado ativo é aquele por meio do qual acontece um envolvimento total do aluno.

O aluno não apenas lê ou assiste uma aula, mas também vai:

  • Escrever.
  • Criar mapas mentais.
  • Fazer anotações.
  • Grifar.
  • Resumir.
  • Pesquisar.
  • Resolver simulados e questões.
  • Entre outros.

Certamente, essa forma de aprendizado vai garantir mais aproveitamento e absorção de conhecimento.

Qual a Diferença Entre Ler e Estudar?

diferenca-entre-ler-e-estudar

Resumidamente, podemos dizer que o estudo é completamente ativo e a leitura, por sua vez, é passiva.

Geralmente, ao terminar uma simples leitura muitas informações importantes podem ser perdidas.

Ou seja, a principal diferença entre ler e estudar está no aprendizado.

Ao ler você terá apenas uma visão geral do que se trata o assunto.

Estudando você vai realmente assimilar o conteúdo na sua memória.

Para estudar efetivamente será preciso adotar uma ação mais ativa, ou seja, interagir com o conteúdo.

Além disso, também é importante lembrar que cada pessoa possui uma forma única de aprender e memorizar como, por exemplo, ler e logo depois fazer anotações.

Sendo assim, é extremamente importante você identificar a sua melhor forma de estudar de acordo com o seu perfil.

Como Estudar e Aprender de Verdade

Basicamente, ler e estudar são duas atividades que se completam, mas totalmente diferentes uma da outra.

Estudar envolve analisar um assunto por meio de concentração e técnicas, e consequentemente reter as informações importantes na sua memória.

Dito isso, veja algumas dicas para estudar melhor e começar a aprender de verdade o que você estuda:

1 – Escolha Um Bom Lugar Para Estudar

Primeiramente, escolha um bom lugar para estudar.

Essa escolha vai influenciar diretamente na sua concentração durante os estudos.

Prefira um lugar iluminado, silencioso e organizado.

Além disso, se possível, procure estudar sempre no mesmo lugar.

Leia Também:

📕 Como Manter o Foco Nos Estudos.

2 – Reflita Sobre o Que Você Leu

Logo depois de acabar a leitura de um tópico do conteúdo, pare e reflita sobre o assunto.

Nesse momento a qualidade é mais importante do que a quantidade.

Essa reflexão vai ajudar na compreensão do conteúdo e certamente você será bem mais produtivo.

3 – Ensine o Que Aprendeu

Certamente, uma das melhores formas de aprender é ensinando o que você estudou.

Tente explicar para alguém, ou para si mesmo, o que acabou de estudar.

Imagine que você é um professor e ministre uma verdadeira aula.

Nessa hora vale até usar o espelho para treinar.

4 – Faça Perguntas a Si Mesmo

Logo após a leitura de cada tópico, formule algumas perguntas sobre o assunto.

As perguntas vão forçar o cérebro a procurar a resposta.

Posteriormente, ele vai entender a importância de guardar aquela informação, tendo em vista o quão trabalhoso foi para encontrá-la.

Consequentemente, você vai compreender e memorizar melhor um determinado assunto.

5 – Resolver Simulados e Questões Pode Fazer Toda a Diferença Entre Ler e Estudar

Além de ajudar a reter as informações, resolver simulados e questões também vai ajudar na revisão da matéria.

Dessa forma você poderá ver em qual parte está com maiores dificuldades.

Sendo assim, essa atividade deve estar sempre presente na sua rotina.

6 – Faça Pausas

Assim como qualquer atividade, estudar também pode cansar o cérebro e prejudicar o seu aprendizado.

Por isso, é muito importante fazer pausas durante o estudo.

Uma técnica bastante conhecida e usada por muitos estudantes é a “Técnica Pomodoro”.

Essa técnica consiste em separar o tempo para fazer uma determinada tarefa em blocos de 25 minutos.

A cada 25 minutos de pura concentração, você faz uma pequena pausa, que pode ser em torno de 5 a 10 minutos.

Durante essa pequena pausa você pode fazer qualquer coisa para relaxar.

7 – A Diferença Entre Ler e Estudar Está na Força do Hábito

Muitas pessoas possuem pouco tempo para estudar.

Nesse caso, primeiramente, é preciso fazer uma análise do seu tempo disponível.

Se você puder estudar em torno de 2 horas por dia, procure fazer isso rigorosamente.

Entretanto, caso você tenha apenas 30 minutos para estudar, procure aproveitá-lo da melhor forma possível.

Por isso, para não perder tempo, procure criar um plano de estudos para seguir.

Dessa forma, você vai saber exatamente o que precisa ser feito e não perderá o seu precioso tempo apenas pensando no que vai fazer.

8 – Escolha a Melhor Técnica Para Você

Existem várias técnicas de estudo, que certamente vão ajudar na sua preparação, como por exemplo:

  • Mapas Mentais.
  • Flash Cards.
  • Mnemônicos.
  • Palácio da Memória.
  • Criação de Histórias.
  • Entre Outros.

No entanto, é importante destacar que você precisa testar e observar a melhor técnica de acordo com o seu perfil.

Além disso, também é possível usar mais de uma técnica simultaneamente durante o seu estudo.

Diferença Entre Ler e Estudar: Conclusão

Agora que você já sabe a diferença entre ler e estudar, basta fazer da forma correta.

Quando o aluno consegue absorver e transmitir o conteúdo estudado, podemos dizer que obteve sucesso durante o estudo.

Além disso, é preciso que esse conhecimento fique retido na memória e encontrado com facilidade toda vez que for necessário.

Por isso é importante fazer anotações e revisar o conteúdo para garantir que jamais será esquecido.

Como você pode ver existe uma grande diferença entre ler e estudar.

Saber essa diferença é o primeiro passo para você ter sucesso na busca pelos seus objetivos.

E lembre-se:

A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original. (Frase adaptada do original de Oliver Wendell Holmes Sr., muitas vezes atribuída a Albert Einstein).


Se você gostou do que leu e acredita que pode ser útil a outras pessoas, compartilhe com seus amigos e colegas.

Aproveita e segue o perfil do Meu Bloco nas Redes Sociais:

Participe dos Comentários

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.