A “Campanha Setembro Amarelo” é uma campanha do Centro de Valorização da Vida (CVV), juntamente com a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e o Conselho Federal de Medicina (CFM), que tem como objetivo chamar a atenção de todos quanto aos suicídios que ocorrem frequentemente, não apenas na sociedade brasileira, mas em todo mundo.

Por Que o Nome da Campanha Setembro Amarelo

Assim como há outras cores em diversas campanhas de saúde, como Outubro rosa e Novembro azul, o laço amarelo foi escolhido como símbolo da luta contra o suicídio.

A cor amarela foi escolhida nos Estados Unidos, em 1994, quando um garoto chamado Mike, de 17 anos, cometeu suicídio.

Leia Também: 

+ A Importância da Atividade Física Para a Saúde.

+ Benefícios da Ergonomia.

+ O Lado Ruim de Ser Inteligente.

Conhecido por sua habilidade, Mike restaurou um automóvel Mustang 68 e o pintou de amarelo, ficando conhecido como “Mustang Mike”.

Contudo, infelizmente, os pais e amigos não perceberam os sinais emitidos por ele não conseguindo evitar a sua morte.

No funeral, centenas de fitas amarelas e cartões foram feitos pelos amigos de Mike e tinham a seguinte mensagem: Se você precisar, peça ajuda.

Os cartões chegaram a diversas pessoas que precisavam ser ajudadas, surgindo, dessa forma, um grande movimento de prevenção ao suicídio.

Início da Campanha Setembro Amarelo no Brasil

Essa campanha é realizada em todo o Brasil, desde de 2015, e busca conscientizar todos da importância da prevenção contra o suicídio por meio de diversas ações, conhecidas como “Setembro Amarelo”.

Oficialmente, o Dia Mundial de Prevenção ao suicídio, comemora-se no dia 10 de setembro, quando a Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio (IASP) incentiva a divulgação da causa no mundo todo, porém a campanha acontece durante o mês inteiro.

O Que é Suicídio

Suicídio é o ato de tirar a própria vida propositadamente.

Além disso, é importante ficar atento aos comportamentos suicidas, como planos, pensamentos e tentativas de morte que não deram certo.

Entretanto, trata-se de um acontecimento complexo, que não tem como objetivo a morte, mas acabar com algum tipo de sofrimento.

Causas do Sofrimento

O sofrimento pode ser ocasionado por vários motivos, como ansiedade, depressão, dívidas, entre outros.

Geralmente, um suicídio é planejado e a pessoa demonstra o desejo de morrer.

Porém, cabe a cada um de nós, amigos e familiares, identificar e reconhecer os sinais transmitidos e, principalmente, oferecer apoio durante e após a superação do momento difícil.

Fatores de Risco

Qualquer sinal observado não deve ser ignorado, pois pode ser fundamental no auxílio a quem necessita.

Veja alguns fatores que podem aumentar a possibilidade de alguém demonstrar pensamentos e apresentar tentativas de suicídio:

  • Doenças incapacitantes.
  • Desemprego.
  • Estresse.
  • Endividamento.
  • Separação.
  • Transtornos mentais.
  • Perda afetiva.
  • Solidão.
  • Alcoolismo.
  • Drogas.
  • Histórico familiar suicida.
  • Pessimismo.
  • Entre outros.

Dificuldades Enfrentadas

Por ser um “tabu”, o suicídio não é um assunto falado.

Dessa forma, não ocorre divulgação, nem debates e consequentemente a falta de ajuda e conhecimento favorece o aumento dos números.

Sendo assim, é importante que esse assunto comece cedo, na família, na escola e continue frequentemente.

Números

De acordo com o CVV, um brasileiro se suicida a cada 45 minutos, ou seja, 32 pessoas tiram a própria vida diariamente.

Segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), cerca de 800 mil pessoas morrem anualmente por suicídio, sendo a grande maioria de países de baixa e media renda, atingindo, principalmente, pessoas entre 15 e 29 anos.

Infelizmente, mesmo sendo tão alarmante, esses acontecimentos ainda não tem força suficiente para mobilizar a população.

Crianças Cometem Suicídio

Qualquer pessoa pode ser afetada, independentemente de cor, etnia, sexo, idade ou classe social.

Sendo assim, mesmo sendo raro, as crianças também podem cometer suicídio.

[Como Você Poderá Ajudar] Campanha Setembro Amarelo

Quanto antes for oferecida ajuda, maior a possibilidade de cura.

Caso você perceba algum sinal suicida em alguma pessoa próxima, não hesite em pedir ajuda.

Ao notar fatores de risco, algumas atitudes devem ser tomadas, como:

  • Saber escutar.
  • Colocar-se no lugar da pessoa.
  • Transmitir confiança e certeza de acompanhamento.
  • Manter calma e relação de afeto.
  • Demonstrar interesse em ajudar.
  • Não deixar a pessoa sozinha.
  • Comunicar a família imediatamente.
  • Conforme o caso, retirar os meios que possam colaborar com o suicídio.
  • Orientar a pessoa quanto as possibilidades de ajuda.
  • Entre outras.

Onde Encontrar Apoio

campanha-setembro-amarelo

Além de amigos e familiares, o apoio necessário pode ser encontrado em unidades de saúde, clínicas, hospitais, grupos de apoio, etc.

Além disso, você pode contar com o CVV – Centro de Valorização da Vida – uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica e reconhecida como de Utilidade Pública Federal, desde 1973.

O CVV presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam de ajuda.

O contato pode ser feito gratuitamente por meio do número 188, realizado por voluntários que guardam total sigilo e anonimato.

Também pode ocorrer através do chat online, envio de e-mail ou ainda pessoalmente, se preferir.

Como Prevenir

A educação é uma das principais formas de prevenção.

Contudo, existem outros meios que podem ser adotados, como o compartilhamento de informações, o esclarecimento de dúvidas, a conscientização e a comunicação que estimulam a colaboração de todos.

[Conclusão] Campanha Setembro Amarelo  

Quanto mais pessoas participarem desse movimento, como passeatas, palestras, debates e até mesmo em sua residência, maior possibilidade de sucesso nessa campanha.

O Setembro Amarelo é uma das campanhas que não pode ser lembrada somente em setembro, mas durante todo o ano.

Se você está com sentimento depressivo ou angustiado, não tenha medo de pedir ajuda.

Para Saber Mais Faça Uma Visita:

Espero que você tenha gostado desse conteúdo… se gostou do que leu e acredita que pode ser útil a outras pessoas, compartilhe com seus amigos e colegas.

Aproveita e segue o perfil do Meu Bloco nas Redes Sociais:


Descubra mais sobre Meu Bloco

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.


0 Comentários

Participe dos Comentários